Memes – Introdução

Memes! Quem nunca os viu na internet. Esses rostos que dizem tudo por si só.

Deixo claro que essa introdução é fruto de discussões entre amigos (principalmente Rafael Levi) que me ajudará a filosofar sobre o assunto (philosoraptor).

INTRODUÇÃO

Em minha opinião pré-formada, Memes são delimitações do ser humano na internet. São personagens e caricaturas de nós mesmos no mundo atual.

Memes estão em todos os lugares, mesmo não estando lá. Aquele seu amigo que posta músicas românticas e alternativas; aquele que cria uma discussão inútil e divertida, aquela pessoa que resolveu mandar o mundo a merda no Facebook/Twitter/G+… Todos possuem uma caricatura no mundo dos memes.

Nas redes sociais somos extensões de nós mesmos. Nós apropriamos um pequeno espaço no ciberespaço e recriamos nosso eu ali, e recriamos repetidas vezes em cada postagem. Mas na internet, não possuímos a mesma interação que a face-a-face, recriando formas alternativas e padronizadas de expressão na internet (um trecho de uma musica triste, uma foto, um video clipe, todos remetem tristeza por exemplo).

Nas redes sociais somos atores de nós mesmos, reconstruindo nós mesmos como personagens no ciberespaço.

Este assunto é extenso, por isso vou dissertar este assunto por partes… Essa é a introdução, prometo dissertar mais no primeiro capitulo e claro, com referências web e bibliográficas.

Sobrecarregado de Tecnologia

Uma em cada três pessoas se sente sobrecarregada pelas tecnologias de comunicação, de acordo à estudos realizados pela universidade de Cambridge.

A metade (42%) de adultos e crianças pesquisadas têm priorizado reduzir o uso de redes sociais, seguido por uma redução no envio de mensagens de texto (20%), e depois e-mails (19%).

A pesquisa também relatou que um em cada cinco pessoas usam a tecnologia de comunicação por mais de sete horas por dia.

Os pesquisadores concluíram que aqueles que frequentemente se sentiam oprimidos pela tecnologia são mais propensos a se sentir menos satisfeitos com suas vidas, enquanto aqueles que se sentiram no controle da tecnologia das comunicações eram mais propensas a relatar o oposto.


Clipe da música Do the evolution do Pearl Jeam

Face-a-face x ciberespaço

No entanto, uma outra pesquisa recente revela preocupações dos pais que as crianças poderiam se tornar viciados na rede Facebook (Logo menos Google+?), porém, 64% das crianças ainda preferem a interação face-a-face.

Como parte da pesquisa, 63 famílias de todo o mundo mantiveram um diário semanal de seu uso-hora das tecnologias de comunicação. Muitos ficaram abismados com o nível de tempo registrado e mudanças no comportamento.

“A tecnologia das comunicações está mudando a maneira que a sociedade interage”, disse o professor John Clarkson, diretor do Centro de Design de Engenharia da Universidade de Cambridge e principal investigador do estudo.

“A pesquisa mostrou que as tecnologias de comunicação são vistas pela maioria como uma ferramenta positiva, mas há exemplos onde as pessoas não estão conseguindo as utilizar como deveriam -. Não é necessariamente a quantidade, mas a maneira pela qual ela é usada”

O patrocinador do estudo afirmou que devem ser tomadas medidas para gerenciar o uso da família nas tecnologia de comunicação de forma positiva. Ele sugeriu manter um diário de utilização do uso doméstico em um computador centralizado, que significa que as famílias estão, pelo menos, usando a tecnologia junto.

Os levantamentos foram realizados com 1.269 pessoas, bem como entrevistas em profundidade com famílias no Reino Unido.

Via EWeekEurope.co.uk

Eu acredito que a tecnologia da comunicação já esta nas entranhas de nosso mundo. Viver com elas pode ser difícil, mas viver sem elas no dia de hoje é mais difícil ainda, quase impossível. É necessário encontrar formas saudáveis de se conectar a rede e aprender a controlar essa tecnologia.

E você… Você se sente sobrecarregado pela tecnologia?

WikiLeaks irá processar Visa e Mastercard

WikiLeaks ameaça processar as gigantes de crédito Visa e Mastercard (principais fontes de doações) se não retornarem as doações feitas para o site.

Confira a propaganda incrível que ataca diretamente a Mastercard:

Atualmente o valor das doações já está em U$15 milhões, barrados a 6 meses.

O advogado do WikiLeaks afirma que a Visa e Mastercard tem até quinta-feira para se pronunciar e evitar a abertura do processo por boicote sem justificativa.

WikiLeaks, a revolução da informação

Você com certeza já ouviu falar do WikiLeaks ou de seu criador Julian Assange, com todos os escândalos sobre a divulgação de arquivos secretos internacionais.

 

O que é o WikiLeaks?

WikiLeaks é uma organização de mídia sem fins lucrativos que traz informações secretas à publico. Sediado atualmente na Suécia, publica, em seu site, posts de fontes anônimas, documentos, fotos e informações confidenciais, vazadas de governos ou empresas, sobre assuntos sensíveis.

O site foi lançado em dezembro de 2006 e em meados de novembro de 2007 já continha 1,2 milhão de documentos. Seu principal editor e porta-voz é o australiano Julian Assange, jornalista e ciberativista.

Ao longo de 2010, WikiLeaks publicou grandes massas de documentos confidenciais do governo dos Estados Unidos, com forte repercussão mundial.

As grandes autoridades ficaram em alerta quando algumas notícias mostraram que eles realmente tinham arquivos secretos e não teriam medo de divulga-los, alguns como:

Existem muitos outros arquivos que vazam os segredos dos governos, principalmente os norte-americanos.

Em 2010, após a divulgação de diversos documentos secretos, Assange responde por estupro e por agressão sexual e as doações para o WikiLeaks (única forma de sustento do site) foram barradas pela MasterCard, Visa e PayPal. Atualmente, o site recebe diversas tentativas de invasão para retirar o site do ar, ordenado pelas autoridades internacionais, tentativas essas que não obtém sucesso, pois o site está hospedado em muitos outros servidores no mundo, sobre a defesa de hackers .

Fica claro que Assange conseguiu a atenção das autoridades, que parecem desesperadas para retirar o site do ar e ver seu criador na cadeia.

Hackers e Crackers se uniram para defender os direitos do site, realizando diversas invasões e hospedando o site em novos servidores pelo mundo.

Hoje, frente à uma mídia covarde e comandada por governos corruptos, temos a esperança na internet. Graças ao WikiLeaks, podemos ver que o direito de informação livre e inalterada ainda pode existir e que as autoridades nada podem fazer para conter a informação na internet. Viva la revolucion!

Google+ A nova rede social do Google

A Google começa a batalha com o Facebook, o que já era tempo. Sua aposta é o novo projeto Google+, anunciado dia 28 de junho 2011 (ontem). Confira o vídeo com uma prévia abaixo.

Circles, organização de amigos no Google+

O Google+ conta com diversas funcionalidades, tais como vídeo conferência, upload automático de fotos e conteúdos recomendados por interesse. A interface ficou excepcional, bem melhor que a bagunça do Facebook, cheio de interatividade e serviços que só a Google pode fornecer.

 

A versão de teste já está disponível, mas apenas para quem receber o convite, onde você pode concorrer no site oficial, participe e, quem sabe, consiga um convite.

Quer conhecer o projeto, acesse este link.

Eu particularmente estou maravilhado com o Google+, mas quem será que ganha essa batalha? Agora é a guerra das redes: Facebook x Google+

Angry Birds faz sucesso com pouco

Angry Birds, o jogo que virou febre, principalmente para quem tem um iPhone, iPad ou celulares com Android. O game de gráficos simples em 2D não fica atrás em diversão dos games com super gráficos 3D disponíveis no mercado. O jogo é simples, atirar pássaros em porcos verdes, exterminando todos para passar de nível. As fases são muito bem elaboradas, e algumas, com a estratégia certa, é necessário apenas um pássaro para vencer o level.

A Rovio (produtora do game), registrou 140 milhões de downloads em 16 meses, uma marca gigantesca para games para mobile. Hoje o game já conta com versão Halloween e versão promocional do filme RIO.

Outro game parecido (graficamente) com o Angry Birds é Plants vs Zombies, com gráficos em 2D simples que conquistaram o publico de PCs e Macs. O game é da PopCap games, produtora de outros sucessos como ZUMA e Bejeweled, que valem a pena conferir.

No game, você deve impedir que os zombies cheguem em sua casa (para comer seu cérebro) cultivando seu jardim com plantas lançadoras de projeteis, seguindo a moda RPG, algo muito “non-sense” em minha opinião, mas que funcionou muito bom para conquistar o jogador, principalmente quando aparece Michael Jackson dançando Thriller (personagem que teve de ser retirado recentemente).

Outro game que conquistou a rede social Facebook é o Citty Ville, parecido com Sim City com a interação de seus amigos.

O que me interessa nesse sucesso de games com gráficos simples e temáticas banais é o sucesso. A tempos vemos as grandes produtoras de games batalhando com gráficos em 3D dignos de cinema, com roteiros e histórias impecáveis, mas que ficam presos a mesmice de sempre (jogos de tiro e carros, que dominam o mercado) e ainda deixam os preços elevados, mas, quando jogamos estes games citados nesta postagem, percebemos que não são apenas os gráficos que estão conquistando os players, mas a diversão dos detalhes que, mesmo simples, colocam o sorriso na cara de qualquer um e, claro, aliviam no bolso, pois são jogos super baratos e até gratuitos (Angry Birds para Android).

OBS: Fiquei afastado do blog por causa do meu TCC, agora terei tempo para me dedicar novamente, promessa!

Faça sua macumba sem sair de casa! WTF

Pois é! macumbaonline.com oferece o “serviço”! Claro que é uma brincadeira (espero). O número de pessoas que já fez que assusta:

Intuito Macumbas feitas
Trazer A Pessoa Amada 23824
Emagrecer 19819
Trazer Dinheiro 16587
Conseguir o que você mais quer 16548
Amarrar 12815
Conseguir Sexo 12511
Ganhar na loteria 11824
Foder Com A Vida (de outra pessoa) 10311
Passar de ano 10279

A descrição do site é imperdível:

Já pensou em fazer trabalho pra alguém? Tem preguiça de ir a um terreiro? Gosta de serviços ao estilo delivery, tudo feito de casa mesmo? Seja qual for o motivo, se você deseja fazer um trabalho para alguém, este é o local. Aqui você pode encomendar diversos trabalhos e despachos que acompanham a tecnologia. Faça sua macumba sem sair de casa, seja pra você mesmo ou para o seu vizinho, sua sogra, seu gato, seu professor, em busca de dinheiro, amarração, trazer a pessoa amada, tudo o que você conseguiria num terreiro, na tela do seu computador. O melhor de tudo: É GRÁTIS. Tenha comodidade: não faça o trabalho, deixe que o façam por você! Macumba Online, para facilitar a sua vida.

Bom, hoje em dia parece que está muito fácil fazer um site, coisas deste gênero estão começando a ficar comum. quem não lembra do Pudim.com ou o nooooooooooooooo.com? Pelo menos podemos gastar um tempo dando risada com tudo isso.

Façam suas macumbas, e sejam felizes! #FAIL e #VDM

Doodles e Les Paul

Os Doodles da Google surpreendem qualquer um. Quem não fica empolgado em datas especiais e aniversários quando o logotipo da Google, site mais acessado no mundo, é alterado para uma homenagem.

Hoje, 96º aniversário do co-criador das guitarras e músico Les Paul não podia esperar homenagem maior que uma guitarra interativa à moda logotipo Google.

A guitarra já pegou na internet, e já existem diversas partituras de musicas famosas,  exemplo: Marcha Imperial do filme “Star Wars” – E, E, E, Q, T, E, Q, T, E, U, U, U, I, T, E, Q, T, E

O Google comenta sobre os Doodles:

Em 1999, o conceito de doodle se originou quando Larry e Sergey, os fundadores do Google, brincaram com o logotipo corporativo para marcar a sua presença no festival Burning Man, no deserto de Nevada. Um desenho simples de uma pessoa foi colocado atrás da segunda letra “o” da palavra Google. O logotipo modificado era uma forma bem-humorada de dizer aos usuários que os fundadores haviam “saído do escritório”. Ainda que o primeiro doodle tenha sido bastante simples, a ideia de decorar o logotipo da empresa para celebrar eventos importantes foi muito bem recebida por nossos usuários.

Só este ano, já tivemos diversos Doodles, entre eles, 119 anos da criação do sorvete, 50 anos do homem no espaço, 117 anos da coreógrafa Martha Graham, e o meu favorito 122 anos de Charlie Chaplin (abaixo).

Nada como entrar no Google para fazer um pesquisa e se deparar com um Doodle!

Na net… “Eu sou foda”

Avassalador…

Grupo Os Avassaladores

Quem não se entreteu com a dança Sinistra deste grupo? Funk de baixo calão (à moda carioca) de baixo orçamento se garantiu no youtube.

Com mais de 7,5 milhões de views, o grupo Avassaladores deu um upgrade na carreira. O vídeo entrou no ar no dia 11 de agosto de 2010 e, sem muito sucesso, foi ganhando espectadores aos poucos, até ser indicado como pesquisa no YouTube, que logo ganhou espaço no site letras.terra, já alcançando 1 milhão de views. A partir dai, só alegria, o vídeo caiu nas redes e foi um sucesso, até maio deste ano já tinham atingido 6 milhões de views, e recentemente o grupo apareceu no programa Caldeirão do Huck na Globo (com a versão Sou Bravo).

C – indicação do YouTube
B – letra publicado no letras.terra

Sou Foda fica com metade das aprovações do publico

O clipe com menos de um ano consegue mais crescimento na mídia que o clipe mais visualizado da cantora Ivete Sangalo.

Muitos outros vídeos e brincadeiras saíram na net, o caso da versão Sou Broxa, que ataca diretamente a letra (que ganhou mais aprovação do publico em porcentagem. Até versão com a música Friday de Rebecca Black apareceram.

Sinistro D+! Publicidade gratuita é bom d+, Funk e Youtube parece uma combinação poderosa ou é o número de funkeiros com acesso à internet que anda crescendo?

Segue passos para os interessados! (risos)